domingo, 7 de junho de 2015

Missão cumprida


Para lá dos dois casamentos felizes (Natacha e Pedro, Sónia e Nicolau) - que Tolstoi sempre é mais comedido do que Camilo - que se pressentem, anteriormente, da leitura de "Guerra e Paz", as 42 páginas finais da obra são consagradas a reflexões do escritor russo, sobre a História, a liberdade humana e a necessidade. Embora extensas, têm o seu interesse.

Laus Deo!

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Muito obrigado!
      (O prometido é devido.)

      Eliminar
  2. Digo o mesmo: parabéns!

    Um dia hei-de ganhar coragem e fazer o mesmo, mas não nos próximos tempos, de certeza...

    Continuação de bom feriado:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se a obra tiver qualidade e o nosso compromisso for firme, chega-se lá..:-)
      Retribuo, cordialmente.

      Eliminar