sábado, 21 de novembro de 2015

Ideia(s) fixa(s) 3


A intensificação de turistas por Lisboa, nos últimos tempos, permite-me chegar a algumas conclusões. Uma delas, é sobre a intensidade dos vozeirões femininos, que ouço pelas ruas da Capital portuguesa. Assim, por ordem de intensidade descendente, as mulheres mais ruidosas são:
1. As espanholas (castelhanas, sobretudo).
2. As africanas (da costa ocidental do continente, principalmente).
3. As norte-americanas.
4. As italianas.
Quanto às portuguesas, haverá de tudo, mas creio que não entrarão na lista das 10 primeiras mais barulhentas e estridentes, do ponto de vista estatístico...

7 comentários:

  1. O meu amigo já parece o Pedro Arroja... Espere pela indignação d@s puritan@s do Bloco...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Pedro Arrôcho, perdão!, Arroja, apesar de tudo, e embora descendente provável de galegos - e eu falei sobretudo das castelhanas - deve perdoar-me a mundividência, porque também andou pelas por universidades haitianas, e deve ter mundo. Eu só conheço a Europa. E a comparação do meu amigo só me enobrece, embora pelo contraditório...
      Mas, aqui para nós, que ninguém nos ouve, não me importava nada de ter um diálogo, aceso, com a Catatarina Martins, com a Mariana Mortágua, com a Marisa Matias, tão bem apessoadas que elas são!, tão agradáveis à vista, e com vozes tão suaves e convincentes, tão pragmáticas, na sua beleza estética e política...
      Deus o ouça!

      Eliminar
    2. Erratas:
      onde escrevi "pelas por universidades", queria dizer: pelas universidades; onde disse "Catatarina Martins" queria escrever, obviamente: Catarina Martins.

      Eliminar
    3. Também eu, imaginando esse debate político, fico um pouco catatatónico...

      Eliminar
    4. Freudiano "lapsus linguae" muito bem glosado..:-)

      Eliminar