quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Bibliofilia 131


Quase poderia dizer que descobri Vergílio Ferreira (1916-1996) através de "Manhã Submersa" (1954), primeiro livro que li do escritor português, e ainda hoje uma das obras dele de que mais gosto. Li-o pela primeira edição, que um amigo me emprestou. Por isso, só muito mais tarde, vim a comprar o romance e a relê-lo, com o mesmo agrado inicial, aliás.
É apenas a terceira edição, de 1968, esta que tenho, mas pertenceu a Ruben A. (1920-1975), tendo a particularidade de ter uma afectuosa dedicatória de Vergílio Ferreira, que só enriquece o volume. Por aqui fica, em imagem. Hoje, dia em que se completa o centenário do nascimento do Escritor.




para MR, em geminação com o Prosimetron.

4 comentários:

  1. Acho que o primeiro livro que li de V.F. foi Alegria breve (que tem um início muito semelhante ao O Estrangeiro). Manhã submersa talvez tenha sido o segundo, mas é um dos livros dele de que mais gosto.
    Gosto muito de V.F.: Para sempre, Em nome da terra...
    Espero que o centenário sirva para o ressuscitar literariamente.
    Bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois que assim seja!
      Até porque um dos nossos raros autores de romances de ideias... E de grande qualidade literária.
      Bom fim-de-semana!

      Eliminar
  2. Gosto muito dele e tenho alguns livros. E, ultimamente, tem-me apetecido voltar à sua escrita, por acaso...
    Bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não há nada como tentar..:-)
      Bom dia!

      Eliminar