domingo, 24 de abril de 2016

Os pestíferos enfumarados


Quando me posicionei debaixo do amplo toldo exterior de "O Escondidinho", já o sr. Laureano lá estava a fumar, e a chuva caía, abundantemente. Eu vinha de umas espantosas migas (interiores) com espargos verdes que acompanhavam a carne de alguidar bem temperada. Já não me lembro qual de nós abriu o jogo sobre madeiras, acrílicos, proibições, tabaco e fado. E íamos fumando, com gosto, quando se nos juntou, nesse improvável retiro de pestíferos, o sr. Rodrigo, de 80 anos, já com setenta bem medidos de tabaco. Mas foi sempre o Laureano o orador principal. Com 63 anos, fora amigo de peito da Hermínia Silva e, embora carpinteiro de profissão inicial, conhecera Fernando Farinha e tinha chegado a cantar à desgarrada com o Marceneiro. Que até lhe dera, disse-me, um fado (do Cavador?), para ele interpretar. Benavente e Lisboa tinham sido terreiro da sua voz limpa e clara. Quando falava de Hermínia, porém, os olhos verdes de Laureano toldavam-se de mágoa. Quase como a chuva que caía. Neste mês de Abril e em Montemor-o-Novo.
Despedi-me deles, com pena. Desejando-lhes muitas e boas cigarradas, assim também, em amena companhia e cavaqueira. Apesar da chuva.

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. A Hermínia tinha dois Solares - um na Misericórdia e outro em Benavente -, onde provavelmente o Laureano cantava.
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era esse elemento que me faltava... Muito obrigado, MR!
      Tive uma lição enorme de fado e o que disse no poste, não chega a metade do que aprendi com o Laureano.
      Um bom Domingo!

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Peço desculpa, Sandra, mas sem querer (deve ser sono atrasado)eliminei o seu comentário. Mas li-o!
      As migas com os espargos verdes estavam deliciosas, e a carne de porco, macia e apaladada.
      É possível que apareçam mais coisas das nossas errâncias pelo Portugal interior. Não falei de Cabeço De Vide, nem de Evoramonte de que gosto muito. Mas Faro, tirando duas ou três pequenas coisas, e onde já não ia há uns bons 10 anos, estava um horror...
      Um bom Domingo!
      (Por cá, a Primavera parece ter-se instalado...)

      Eliminar
  4. Já não vou a Faro há uns 10 anos ou mais também, mas é zona que nunca me atraiu ( Vilamoura, Quarteira, Albufeira). Prefiro Tavira ou o Alvor. Nunca fui a Evoramonte. Tiraram fotografias? Vou ficar a aguardar por mais errâncias. :-)
    Bom Domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As minhas terras algarvias preferidas são Lagos e Vila Real de Sto. António.
      Ando pouco fotógrafo e a minha época dourada foram os anos 80. Mas gosto muito de fotografia, sendo de qualidade. No entanto, HMJ fotografou algumas coisas em Montemor-o-Novo. Pode ser que ela as venha a por, se for oportuno. Mas como choveu bastante, não havia luz, normalmente, para bons instantâneos.
      Resto bom de Domingo!

      Eliminar