quarta-feira, 12 de junho de 2019

Dois ou três olhares


De Eva Mudocci (1872 ou 1883-1953) não se sabe muito, para além de ter sido uma violinista com algum sucesso. De seu nome completo, Evangeline Hope Muddock, várias nacionalidades lhe são atribuídas: inglesa, dinamarquesa, polaca, italiana ou espanhola... Há quem a diga, também, cantora, pianista e poeta. Facto indiscutível é que terá sido apresentada, em 1903, ao pintor norueguês Edvard Munch (1863-1944), e nesse mesmo ano lhe serviu de modelo, para a sua obra Madonna.


Terão tido uma relação de que resultou, em 1908, o nascimento de um casal de gémeos: Isabella e Edvard. Muito embora as biografias do pintor não lhe atribuam descendentes. Mais tarde ligou-se ao pianista Bella Edwards. Mas no certificado de óbito (1953) consta como viúva de um jornalista ignorado (Louis Levy?), que poucos traços terá deixado na sua vida. Embora haja quem o nomeie como pai dos seus filhos.
Ponto assente, é que também se terá dado com Henri Matisse (1869-1954) que, em 1915, lhe terá desenhado as feições, de forma muito linear.

E eis tudo o que praticamente se sabe desta musa singular e misteriosa.

6 comentários:

  1. Para a posteridade ficou como modelo de dois belos retratos.
    Bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Munch tem mais uns desenhos dela, bem bonitos. E um quadro que lhe é atribuido, embora inacabado.
      Bom dia.

      Eliminar
  2. Parece-me tanto. Convenço-me que além da beleza que a foto mostra teria um rosto expressivo ou um qualquer je ne sais quoi que atraía pintores e os levava a querer-lhe a imortalidade.

    ResponderEliminar