sexta-feira, 21 de abril de 2017

Desabafo (20)


Quando, às vezes, vejo alguma "Quadratura do Círculo", na televisão, tal como ontem, vêm-me à lembrança, embora noutro registo, mais ligeiro, os "Gato Fedorento". Porque, para lá de Pacheco Pereira, no primeiro, e de Ricardo Araújo Pereira no outro programa televisivo, os restantes intervenientes ou personagens figurantes estão por lá como mera paisagem, ou naturezas mortas. Quero eu dizer, ou em linguagem chula: são os chamados verbos de encher. Que dizem as mais banalérrimas coisas e não têm uma única ideia original. Nestes casos, mesmo cristianissimamente, falta-me, de todo, a pachorra para os ouvir, a debitar banalidades parvas...

6 comentários:

  1. A quadratura nunca vi. Muito raramente vejo outro em que
    participam o Pedro Mexia e o Ricardo A. Pereira que com o
    seu característico humor dá algum gosto à conversa. Estou
    sempre farta de comentadores políticos que muitas vezes,
    só deprimem quem os ouve. Só gosto de coisas com sentido
    de humor. Para desgraças e afins vêem-se os telejornais.
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não creio que tenha perdido grande coisa...
      Os comentadores, na sua maioria, repetem-se uns aos outros, além de serem atrofiados de pensamento.
      Retribuo, cordialmente, os votos.

      Eliminar
  2. Este tal "quadratura" deve ser o programa mais macambúzio que existe. Podia, realmente, ser uma quadratura do circo, mas nem isso - digo eu, que nem vejo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou quase inteiramente de acordo consigo.

      Eliminar
  3. mas os dois de que fala são bons e valem a pena. E no entanto não vejo nada. Penso que o problema é mais meu que deles, falta-me cabeça para tanta conversa, não me apetece. A Tv é uma caixa cheia de barulhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aliás, em relação à sua primeira frase, foi isso mesmo que eu quis dizer.

      Eliminar