sábado, 8 de abril de 2017

Filatelia CXVIII


Não se peça a um coleccionador de selos que conheça  o nome dos artistas que desenharam os selos que ele vai juntando. Ao filatelista normal, isso passa-lhe normalmente ao largo...
E, no entanto, algumas vezes, o autor da maqueta e desenho da estampilha é um artista de fina sensibilidade e gosto. E o resultado, esteticamente, muito bem conseguido.
Nascido em Toulouse (França), Edmund Dulac (1882-1953), ainda jovem veio a naturalizar-se inglês, tendo executado grande parte dos seus trabalhos de ilustrador de livros na Grã-Bretanha. Obras das irmãs Brontë, Poe, Andersen, Shakespeare, entre tantas outras, foram enriquecidas pelos seus desenhos, em parte influenciados pelo traço dos pré-rafaelitas,


O que nem toda a gente saberá, e muito menos os filatelistas, é que foi Edmund Dulac o autor dos desenhos de grande parte dos selos ingleses emitidos durante o reinado de Jorge VI (1936-1952); e por aí se pode ver a qualidade do traço do artista. Também o desenho do pano de fundo, ou cenário, de um dos selos (1sh. 3p.) da emissão da coroação de Isabel II é de sua autoria.


Já em 1942, Dulac tinha contribuido, a pedido do Governo inglês e por solicitação do general De Gaulle, para a série da denominada Marianne of London. Do facto, não se esqueceram os correios franceses de emitir um selo comemorativo, em 1994, para celebrar essa efeméride patriótica.



O que foi, no fundo, uma forma simples, mas objectiva de divulgar a obra de Edmund Dulac.

10 comentários:

  1. Por cá, temos grandes nomes.
    Sem chegar à Monarquia, realço o Almada Negreiros.
    e há Fotógrafos ( como eu, por exemplo ) que são os autores das imagens de selos.

    Boa noite e bom Domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entre outros, eu destacaria Alberto de Sousa, Roque Gameiro e Martins Barata, também.
      Desconhecia a sua contribuição.
      Bom resto de fim-de-semana!

      Eliminar
  2. Não sabia que Dulac tinha desenhado selos. Destes que apresenta, gosto do selo que ele fez para os correios franceses.
    Entre nós e mais modernamente, gosto muito dos selos de João Machado.
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Das muitas e diferentes "Marianas" penso que a de Dulac é das mais bem sucedidas.
      Retribuo os votos!

      Eliminar
  3. Como nos escapam as coisas de tanto a elas estarmos habituados. Ainda que os selos estejam em desuso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não creio, porque é um bom negócio.

      Eliminar
  4. São verdadeiras obras de arte!
    Bom dia!

    ResponderEliminar
  5. Desconhecia e achei muito interessante. Boa tarde!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma obra que vale a pena conhecer.
      Boa noite!

      Eliminar