quarta-feira, 12 de abril de 2017

Uma fuga (breve e matinal) de Shostakovich

4 comentários:

  1. Tão bonito fugir assim, em música. As notas parecem águas correntes saltitando de pedra em pedra. Coisa de contentamento natural.

    ResponderEliminar
  2. Não chega às de Bach mas, mesmo assim, recomenda-se.

    ResponderEliminar