domingo, 19 de fevereiro de 2017

Mercearias Finas 119


Do Braz, fulano provavelmente sulista, não ficou rasto no Bacalhau Dourado, a Norte. Mas, imprescindíveis em ambos, o peixe bem desfiado, a fresca salsa, a batata frita, em havendo paciência, palha, a cebola de fazer chorar e dois ou três dentes de alho, activos. Bom azeite é indispensável.
Porque era fim-de-semana e a posta de bacalhau não era muito generosa, HMJ decidiu enriquecer o Bacalhau à Braz com algumas gambas para lhe dar originalidade, sustância e um pouco mais de nobreza. Porque, eu próprio, em restaurantes a que vou, raramente é prato que escolha. E a razão é simples: em casa faço-o, normalmente, mais apetitoso e apaladado. E de bacalhau que não é das badanas, nem das pelangas mosqueadas...
Quanto a acompanhante, um Mula Velha, regional de Lisboa (Fernão Pires, Chardonnay, Arinto e Verdelho, que tiveram batonnage), que cumpriu a sua obrigação e se portou de feição domingueira.

P.S.: para ser justo, há que dizer que as frésias (na fotografia) lavaram o ar, com aroma divino...

10 comentários:

  1. Ai que bom aspecto!! Já me fazia convidada...:-)))
    Boa noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pena estar longe, porque sobrou um pouco...
      Bom final de Domingo!

      Eliminar
  2. Devia estar bem apetitoso o dito bacalhau com aspecto
    tão douradinho. Mas reparei nas bonitas frésias que
    têm como diz um cheirinho divinal. Será que as minhas
    já floresceram? Lembrou-me que muito em breve terei
    de me deslocar ao sítio onde elas estão, longe de mim.
    Nunca é muito fácil !
    Boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os quatro ovos de pica-no-chão foram fundamentais para o gosto e cor, naturais.
      Quanto às frésias, as nossas estão no seu esplendor.
      Boa semana, também!

      Eliminar
  3. As minhas frésias amarelas já começaram a florir e é aquele perfume tão bom em redor. As outras cores ainda estão envergonhadas, nem um ar da sua graça. E a mim me parece que entende mais de vinhos que do bacalhau à Braz, mas pode ser falsa impressão. Que o bacalhau dourado também não é de deitar fora:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se pode ser fadado para tudo, mas quem o provou, feito por mim, não se queixou.
      Claro que "à Braz" e "dourado" é o mesmo, o nome depende apenas de onde é feito....

      Eliminar
  4. Bom dia! Que belissimo almoço! Feito po nós fica sempre mais a gosto. Evita-se a secura que ocorre em alguns restaurantes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, e este estava no ponto..:-)
      Bom dia!

      Eliminar
  5. Respostas
    1. É humano.
      O aspecto era bom e o sabor, ainda melhor..:-)
      Bom dia!

      Eliminar