sábado, 25 de fevereiro de 2017

Carnaval



Maioritariamente seremos, e quase todos, "filhos da madrugada", do desespero ou do calor intenso da noite. De uma forma de se continuar a luta vã contra o nada, a ilusão de existirmos, enquanto seres humanos, para sempre.
O carnaval, europeu, no fundo, não deixa de ser uma forma talvez mais limpa, ou asséptica, das lupercais ou saturnais. uma maneira actualizada  de abençoar o excesso, através da incontinência perdoável e da caridade cristã. Perdoe-se ao Brasil ter interpretado - talvez pela temperatura demasiado elevada - de uma forma excessivamente literal e desbragada, a Antiguidade pagã.

10 comentários:

  1. E quadra que não me move e nem sei falar dela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu simplesmente fico um bocado desasado...

      Eliminar
  2. Um dia, gostava de conhecer o Carnaval de Veneza. E, este ano, tive pena de não ir ao de Maastricht.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente o que nos chega é muito tentador e interessante...-)

      Eliminar
  3. Bom dia!
    Desde que que levei com um ovo, em tempo de liceu, que é feriado que não gosto, nem saio de casa sequer, a não ser como em anos passados que enquanto feriado não obrigatório tive que trabalhar as manhãs. Aguardo hoje até às seis da tarde para saber qual o destino de amanhã!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felizmente, só apanhei esguichadelas de água, inesperadas, contudo, e desagradáveis, na juventude. Mas gostava dos estalinhos e pirilampos..:-)
      Boa sorte para amanhã!

      Eliminar
  4. Pirilampos eram os que "estralejavam"? Comprei tantos estalinhos na drogaria do Sr. Oliveira!!!!! E papelinhos e serpentinas (tudo isto antes do ovo)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente: raspavam-se nas paredes. Estalinhos bastava atirá-los, com força, ao chão. Confetis e serpentinas eram ainda mais inofensivos...

      Eliminar
  5. Os estalinhos trazem-me recordações engraçadas...mas não gosto do Carnaval.

    Desejo-lhe um excelente dia de Carnaval, na companhia da HMJ, a quem deixo os parabéns (vi no Prosimetron).

    Um dia feliz para os dois:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As festas excessivas deixam-me sempre, também, de fora..:-)
      Agradecemos, cordialmente.

      Eliminar