terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Citações CCCVII


Um realizador de cinema faz apenas um filme, na sua vida. Depois, parte-o em bocadinhos e volta a fazê-lo.

Jean Renoir (1894-1979).

6 comentários:

  1. Jean Renoir nesta simples frase revela aquilo que se designou no cinema como a política dos autores, essas simples marcas que definem um autor. "O Rio Sagrado" é o meu filme favorito deste cineasta, mas depois recordo-me de outros que vi e sou obrigado a ir buscar mais uma dúzia de películas e termino por escrever: adoro os filmes de Jean Renoir.
    Bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dos grandes autores do cinema de sempre.
      Eu destacaria "La grande illusion" e "La règle du jeu" - o que não deixa de ser uma evidência..:-)
      Um bom dia, também!

      Eliminar
  2. Eu sou como Mister Vertigo: uma fã do cinema de Jean Renoir. E não só, também do livro que ele escreveu sobre o papá pintor.
    Bom resto de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em sintonia.
      Nunca li o livro que refere..:-(

      Eliminar
  3. Esta é uma daquelas frases que se aplica ao próprio, ou aos que fazem cinema como arte ou confissão pessoal. Mas há muito outro cinema (felizmente) e há muita coisa para contar. Provavelmente, na literatura também haverá autores assim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como refere, também aos escritores, ou a uma boa parte deles se poderia aplicar a citação.
      Mas eu julgo que as obsessões são comuns à grande maioria dos artistas. E os grandes temas acabam por não ser assim tantos.

      Eliminar