sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Impromptu (30)



Uma espécie de oaristo...

4 comentários:

  1. Não os entendi, mas pareceram-me entusiasmados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Embora de fundo político-social (o "drinking my blood" fez-me lembrar Zeca Afonso...), importou-me sublinhar, sobretudo, a cumplicidade entre M. M. e M. Theodorakis.

      Eliminar
  2. Também não os entendi, mas eu em relação à música grega (em especial esta 'parelha') funciono com muitos estrangeiros em relação à nossa música.
    Bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As legendas em inglês ajudam..:-)
      Bom Sábado!

      Eliminar