sábado, 7 de julho de 2018

Desapiedadamente


Classificado e arquivado.
Era um versejador enxertado de uma pernada de Melo Neto e outra de Gedeão, no ritmo martelado. Mais uns pozinhos de Cesariny, sem a graça original de O'Neill. Mas podia ter a idade de Régio, pelos versos e motivos, datados. Alegre, assim a modos. E a verborreia infinita e inocente de Ramos Rosa.

6 comentários:

  1. Um enigma! Tenho uma ligeira suspeita, mas por aí me fico.
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não haverá muitos poetastros com todas estas pendências ilustres..:-))
      Retribuo, com estima, os seus votos.

      Eliminar
  2. Pois eu não faço a mínima ideia de quem seja:(


    Um bom sábado lhe desejo:)))

    ResponderEliminar
  3. Ó Frankenstein, esse seu monstro deve ser interessante!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como bom nefelibata, é uma espécie alienígena.

      Eliminar